domingo, 16 de dezembro de 2007

Viseu, a Minha Terra Natal

Foi no dia 16 de Dezembro que o CANTORIAS animou o Rossio de Viseu no âmbito do programa cultural da Câmara Municipal: "Viseu, a Minha Terra Natal".
Esta ideia, que promete revolucionar os costumes natalícios dos viseenses, é a grande novidade integrada no programa “Viseu a Minha Terra Natal”.
Este ano a Câmara Municipal de Viseu, com a colaboração da Associação dos Comerciantes do Distrito de Viseu e a Região de Turismo Dão Lafões decidiu importar uma tradição forte dos países do Norte da Europa, montando 20 “casinhas” em madeira no Rossio da cidade.
Nalgumas das casinhas estão à venda produtos da região que poderão servir de prendas de Natal. Outras delas funcionarão como tasquinhas, recheadas de iguarias, petiscos e bebidas típicas da quadra. Esta ideia, que promete revolucionar os costumes natalícios dos viseenses, é a grande novidade integrada no programa “Viseu a Minha Terra Natal”, que decorre de 14 até 31 de Dezembro.


E foi num Rossio completamente cheio, onde a população viseense se juntou não só para ouvir as canções do grupo mas também para visitar as casinhas de natal, que o CANTORIAS animou a tarde e também cantou as "Janeiras" para todos os presentes.



Este dia foi também muito especial para o Flávio, filho de um casal do nosso grupo, que fez anos e ao qual, como não podia deixar de ser, cantámos os Parabéns pelos seus 7 anos! Parabéns Flávio!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Festa de lançamento do CD "Ora Vá de Cantar!" no Teatro Viriato!

Finalmente! A festa de lançamento do 1º CD do CANTORIAS! E logo no palco mais nobre da cidade de Viseu: O Teatro Viriato!

Foi numa plateia completamente cheia que se realizou o espectáculo de apresentação do primeiro trabalho discográfico do CANTORIAS intitulado: "Ora Vá de Cantar!".

Entre familiares, amigos e outros, assistiram também ao espectáculo o Dr. Moreira, vereador do Pelouro da cultura da Câmara Municipal de Viseu; o Delegado da INATEL de Viseu, sr. Manuel Almeida; o prof. José Ernesto, Presidente da Junta de Freguesia de Vila Chã de Sá e representante da Região de Turismo de Viseu e o Sr. Adelino Silva, Presidente da Ass. de Vila Chã de Sá.
Após a sessão de boas vindas a todos os presentes, o espectáculo iniciou com a apresentação da peça "Cantares e Tradições da Beira Alta", com a qual o grupo venceu novamente este ano o Festival de Música Tradicional da Beira Alta e onde obteve o 3º lugar e melhor grupo de música tradicional portuguesa no Concurso Nacional de Música "Festimúsica 2007".

De seguida seguiram-se dois temas apresentados este ano na RTP, o primeiro o Adeus ó Guida no programa "Portugal Azul" e o segundo, o Apanha a Saia na "69ª Volta à Portugal em Bicicleta", ambos com transmissões directas realizadas na cidade de Viseu.
A primeira parte finalizou com uma pequena descrição dos trajes seguido de mais um tema, desta vez uma serenata: À Meia Noite ao Luar...

A segunda parte do espectáculo abriu com a oferta de um CD às entidades presentes, que por sua vez deixaram uma mensagem de boas festas e um próspero ano novo a todos.

Foi já com os trajes de "inverno" que foi reiniciado o espectáculo com 3 temas de Janeiras. Um tema de Natal: Dia de Natal à Noite; um tema do Primeiro de Janeiro: Aqui Estamos Nós e finalmente uma canção de Reis: Os Três Reis do Oriente.

Após a passagem pelas Janeiras, foi feito um breve resumo ao público sobre a edição e estrutura do CD. Composto por "3 partes", o CD integra 12 temas de carácter tradicional e popular, 4 temas de Janeiras e um tema extra: o "Parabéns a Você". Foi decidido gravar este último tema por ser tocado 23 vezes por ano durante os ensaios, o número de elementos do grupo, onde é costume o aniversariante levar um bolo e bebidas para festejar a data. Ainda no interior do CD encontra-se um breve historial do grupo acompanhado por fotografias que retratam alguns dos momentos mais marcantes do CANTORIAS.

Um dos grandes desafios do CD foi precisamente o seu nome. E foi só no final das gravações que numa conversa de amigos surgiu este "Ora Vá de Cantar!", um termo bem popular, que se encaixa na perfeição neste nosso primeiro trabalho discográfico.

Depois desta breve apresentação, seguiram-se mais dois temas: A Celeste, um dos temas referência do grupo e Os Namoricos, em mais uma canção de amor.


Já perto do fim do espectáculo, e como não podia deixar de ser, foram interpretados dois temas dedicados à cidade de Viseu.

O primeiro, Viseu Cidade Encanto, da autoria letra da professora Isabel Almeida, grande amiga do grupo, e letra do nosso maetro, o Rui Rodrigues. Esta marcha foi a vencedora deste ano do concurso da "Marcha Viseu 2007" dos Santos Populares, promovido pela Câmara Municipal de Viseu. Aproveitou-se a ocasião para agradecer ao nosso maestro todo o empenho e paciência que tido com o CANTORIAS tornando-o um dos grupos de gantares de referência em Portugal. Seguiu-se o hino à Viseu, o conhecidíssimo Viseu Senhora da Beira que foi também entoado por toda a plateia.
.
Antes da despedida, foram feitos agradecimentos a todos quanto colaboraram na edição do CD, aos nossos patrocinadores, às entidades presentes, às nossas famílias, a equipa do Teatro Viriato que muito nos ajudaram na preparação deste espectáculo e finalmente a todos que encheram o Teatro tornando este momento inesquecível.

E lá acabamos, pela enésima vez este ano, tocando os Parabéns a Você, desta vez para um amigo do CANTORIAS que fez anos neste dia, o Luís, e desejando a todos um Bom Natal e Próspero Ano Novo!

sábado, 17 de novembro de 2007

38º Aniversário do Grupo Cénico e Recreativo de Mangualde

Foi com prazer que o CANTORIAS participou no 38º Aniversário do Grupo Cénico de Mangualde.
Após um jantar oferecido pela Câmara Municipal de Mangualde para os grupos e artistas convidados, que serviu também de convívio entre todos, dirigimo-nos para o Auditório da Biblioteca Municipal de Mangualde onde se deu início ao espectáculo comemorativo do 38º Aniversário do Grupo Cénico de Mangualde.
A apresentação ficou a cargo do Sr. António Cândido, Presidente do Grupo Cénico e Recreativo de Mangualde e pelo palco desfilaram vários artistas, desde jovens a mais idosos. O encerramento coube ao CANTORIAS que além de apresentar a sua peça "Cantares e Tradições da Beira Alta" finalizou o espectáculo cantando o "Parabéns a Você" ao Cénico.


Obrigado ao "Avôzinho"António Cândido pelo convite que nos fez e mais uma vez parabéns ao Cénico de Mangualde!

sábado, 18 de agosto de 2007

Por terras do Alentejo

O CANTORIAS levou a sua música desta vez por terras alentejanas. Foi também um alegre passeio que permitiu conhecer as vilas de Portel e Moura e também a Barragem do Alqueva.
Depois de 500 km de caminho, almoçamos em Portel, no Parque da Matriz, e de seguida fomos para o centro da vila, na Cerqua de S. Paulo, para participamos no "XIV PortelAves" onde estavam cerca de 1500 aves, a maior exposição de aves no sul do país. Foi por volta das 16H que no palco do jardim o CANTORIAS animou a tarde num espaço verde muito acolhedor. No final o presidente da Câmara local, que também ele faz parte de um grupo de cantares local, agradeceu a nossa participação tecendo os maiores elogios.
De caminho para Moura, passamos pela Barragem do Alqueva onde tivemos a oportunidade de apreciar esta grande obra nas terras Alentejanas.Foi na sede do Grupo Coral "Os Leões de Moura" que fomos recebidos pelas entidades locais e onde todos os grupos tiveram oportunidade de tocar um tema antes do jantar e onde os grupos tiveram também oportunidade de conviver entre si.
Assim, e no explêndido cenário do anfiteatro do Castelo de Moura, começou o "VII Festival de Grupos Corais e Instrumentais" com a participação dos grupos: CANTORIAS, Grupo de Cantares da Ass. de Vila Chã de Sá - Viseu; Grupo de Cantares Antigos SEARA DE OUTONO de Cachopo; Grupo Musical AMOREIRENSE; Grupo Instrumental de MONTOITO e o Grupo Coral d'Os Leões A CANTAR O ALENTEJO. Por ser o grupo que veio de mais longe o CANTORIAS iniciou o festival tendo no final da sua actuação sido presenteado com umas lembranças locais pelo Presidente da Câmara de Moura e pelo Presidente do C.R.A.M. A pedido do público o CANTORIAS ainda tocou mais um tema antes da sua partida.Concluída esta "Jornada Alentejana" num dia em que tudo correu pelo melhor, o CANTORIAS lá regressou a Vila Chã de Sá (onde chegamos às 5h da manhã!!!).
Umas palavras de agradecimento para o nosso motorista, o Sr. Cabral, e para a Fundação Dª. Mariana Seixas de Ranhados por nos ter cedido o autocarro. A ambos o nosso muito obrigado!

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

CANTORIAS vence novamente o Festival de Música Tradicional da Beira Alta!

Mais um prémio para o CANTORIAS! E novamente no Festival de Música Tradicional da Beira Alta! Foi com a peça intitulada "Cantares e Tradições da Beira Alta", da autoria e concepção do próprio CANTORIAS, que o 1º prémio foi entregue ao nosso grupo. Parabéns a todos os elementos, mostrando que o trabalho que tem sido realizado por todos continua a dar frutos fazendo do CANTORIAS um dos melhores grupos nacional de música tradicional portuguesa! Realizou-se na sede do Centro Social Cultural Recreativo e Desportivo de Douro Calvo, no concelho do Sátão, o 2º Festival de Música Popular da Beira Alta. Com o apoio da C.M. do Sátão e da Junta de Freguesia de Romãs, o concurso tem como objectivo principal preservar e divulgar a música tradicional da Beira Alta.
Perante uma plateia completamente cheia, desfilaram os grupos: OS UNIDOS DE DOURO CALVO; o grupo de cantares OS TEIMOSOS de Rãs; o GRUPO DE CANTARES DE POIVES, o CANTORIAS da Associação de Vila Chã de Sá e o FLAMIAM da Associação de Farminhão.
O júri avaliou os grupos pontuando-os tendo em conta os seguintes critérios: trajes / tempo do espectáculo / tema / criatividade e inovação / concepção global do espectáculo apresentado. Após o desfile dos grupos, o júri reuniu-se e elegeu, por unanimidade, como grupo vencedor do 2º Festival de Música Popular da Beira Alta, o CANTORIAS – Grupo de Cantares da Associação de Vila Chã de Sá, pelo seu espectáculo apresentado e intitulado: “Cantares e Tradições da Beira Alta”.
O senhor Presidente da Câmara Municipal do Sátão, Dr. Alexandre Vaz, teceu os maiores elogios ao CANTORIAS pela forma como tem contribuído pela divulgação da nossa música popular, tendo referido também o êxito desta iniciativa se deve ao Centro Social que prometeu dar continuidade ao festival no próximo ano.

CANTORIAS na 69ª Volta a Portugal em Bicicleta!

Terminou em Viseu a grande festa da 69ª Volta a Portugal em Bicicleta. A convite da RTP o CANTORIAS este presente no programa televiso: "Há Volta". Mais uma vez foi com muita honra e orgulho que o CANTORIAS representou a cidade de Viseu levando a sua música a todos os cantos do mundo nesta festa do ciclismo nacional.
Com uma numerosa caravana, a Volta a Portugal em Bicicleta levou uma enorme animação a todos os locais onde começaram ou terminaram as etapas. Na 69.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta as povoações que têm chegadas e partidas de etapas foram um ponto de convívio, ainda com mais animação, dadas as múltiplas actividades previstas, a que a RTP se associa. Sempre na cabeça do pelotão, Daniel Oliveira, Isabel Figueira e Margarida Barreiros andaram "Há Volta". Durante 11 dias, eles vestiram a camisola da RTP e mostraram tudo sobre a cidades e vilas por onde passa a maior prova do ciclismo nacional.
A 69.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta iniciou-se em Portimão, a 4 de Agosto, e terminou em Viseu, a 15 de Agosto, totalizando 1599,7 quilómetros.
Obrigado à RTP e obrigado à Cidade de Viseu!

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Inauguração do Ecomuseu de Vila Chã de Sá

Foi inaugurado o nosso Ecomuseu! Foi uma bela festa onde esteve em peso a população de Vila Chã de Sá e entidades convidadas. O Cantorias teve o prazer de abrilhantar a festa onde também esteve presente o Grupo de Bombos da nossa terra. Além da música e muita boa disposição, houve também lugar a uma sardinhada neste dia de S. Pedro!

"Era uma lixeira, agora é um ecomuseu. A estrutura, construída pedra a pedra por artesãos e mão de obra locais, fica à entrada de Vila Chã de Sá. No espaço, há representações de uma memória ligada à produção de bens colectivos que geravam riqueza e faziam a economia mexer. Exemplos? O moinho de água, o lagar de azeite e de vinho, o forno comunitário, as plantações de árvores de fruto, o vinhedo, o poço de água com a cegonha, a cozinha beirã ou os instrumentos agrícolas de antanho. José Ernesto Pereira da Silva, professor e presidente da Junta de Freguesia de Vila Chã de Sá, importou de França a ideia do ecomuseu. E há três anos começou a construi-lo, candidatando a obra a um programa municipal. "O terreno era uma lixeira, mas isso não foi impeditivo. Pelo contrário, tornou-se até estimulante e um desafio transformar aquele espaço em algo positivo para a comunidade, muito especialmente para as escolas, que podem promover visitas de estudo, ensinando às crianças como se fazia o pão, o azeite ou o vinho", explica o autarca. Tudo original. Muito do material utilizado para a edificação do ecomuseu, foi doado por residentes, naturais ou gente amiga da freguesia. A pedra utilizada na construção de muros e do casario, é toda proveniente da região. Tal como os acessórios do moinho, dos lagares ou os instrumentos agrícolas. "É tudo original", garante José Ernesto, que recorreu aos melhores artesãos e trabalhadores da pedra para edificar o ecomuseu."O trabalho de reconstrução e instalação de um moinho tem de ser feito por pessoal capaz e especializado. E pô-lo em funcionamento exige muitos conhecimentos. Por isso, procurei os melhores artesãos", lembra o autarca. Poupar dinheiro. Mas, muito do trabalho foi feito por administração directa. "O pessoal da junta de freguesia empenhou-se e a obra ficou mais barata. Se a tivéssemos adjudicado a uma empresa de construção civil, tinha ficado muito mais onerosa para os cofres da junta. E tenho também a certeza que não seria tão bem construída, nem ficaria tão genuína", sublinha o presidente da junta de freguesia de Vila Chã de Sá. (Rui Bondoso, in JN, 28/07/2007)"

sábado, 16 de junho de 2007

FESTIMÚSICA 2007 - Final Nacional: Melhor Grupo de Tradição Popular!

Depois de ter vencido as eliminatórias regionais do Distrito de Viseu, o CANTORIAS conseguiu o 3º lugar no concurso nacional de música "Festimúsica 2007", sendo o primeiro lugar para a BANDA FILARMÓNICA SIMÃO DA VEIGA do distrito de Évora e o segundo lugar para a BANDA FILARMÓNICA DO ENTRONCAMENTO do distrito de Santarém. Numa final onde estiveram presentes 13 distritos, maioritariamente representados por bandas filarmónicas (7!), também estiveram outros géneros músicais como grupo corais, tunas, orquestras de percussão, grupos de concertinas, grupo de metais e orquestras de música ligueira.
Numa luta de "David contra Golias", o CANTORIAS conseguiu chegar ao pódio tendo sido nesta final nacional o melhor grupo de música tradicional portuguesa que apareceu a concurso!
O ENCONTRÃO 2007 dividiu-se em três categorias: Música, Teatro e Etnografia. Participaram nesta edição deste ano 107 colectividades, dos quais 47 apuraram-se para a final que se disputou na Aula Magna da Universidade de Lisboa.

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Participação no programa "Portugal Azul" da RTP

A nossa estreia televisiva! Foi no programa da RTP "Portugal Azul" que se realizou em Viseu no Centro Pastoral de São José no âmbito das comemorações dos 50 anos da Rádio Televisão Portuguesa. Mais uma nova experiência para todos nós, elementos do CANTORIAS, onde além de conhecer os bastidores de um programa de televisão, tivemos a oportunidade de conhecer e conviver com apresentadores e artistas nacionais (e eles connosco, claro!): o Carlos Ribeiro, o João Baião, a Serenella Andrade, a Isabel Angelino, o Quim Roscas e o Zé Estacionâncio, o Nel Monteiro, os Canta Bahia, a Micalea, o Mario Gil, nosso Campeão Olímpico Carlos Lopes, e muito outros...

Serenella Andrade:
Carlos Ribeiro:
João Baião:O Quim Roscas e o Zé Estacionâncio:
Micaela:Nel Monteiro:Canta Bahia:Carlos Lopes: A Rita, da RTP, a quem fica o nosso grande obrigado pela oportunidade que nos proporcionou de participar no "Portugal Azul". Obrigado Rita!