sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Presidente da República inaugura ETAR Viseu Sul em Vila Chã de Sá


O Presidente da República Portuguesa, Dr. Marcelo Rebelo de Sousa, visitou o concelho de Viseu, onde inaugurou a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) Viseu Sul, em Vila Chã de Sá, na Freguesia de Faíl e Vila Chã de Sá e visitou a Feira de São Mateus.

A recepção de Sua Excelência o Presidente da República ficou a cargo do Grupo de Cantares da casa, o CANTORIAS da Associação de S.S.R.D. de Vila Chã de Sá, tendo o Presidente manifestado no seu discurso a sua satisfação como foi recebido e de ter ouvido cantar tão bem tendo logo aí começado o júbilo da sua presença.

Na ETAR Viseu Sul, acompanhado pelo Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques e pelo Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, o Presidente da República descerrou a placa alusiva à ocasião e efectuou uma visita a este novo equipamento ambiental.

Mais tarde visitou a Feira de São Mateus, a mais antiga Feira Franca da Península Ibérica, onde jantou com autarcas, autoridades locais e população.








Mais informações em:

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Presidente da República em Vila Chã de Sá


Momento histórico para Vila Chã de Sá que recebe pela primeira vez um Presidente da República. O CANTORIAS - Grupo de Cantares da Associação de Vila Chã de Sá terá a honra de o receber nesta 1ª visita oficial ao Concelho de Viseu.
Estão todos convidados! ETAR Viseu Sul, Vila Chã de Sá, 18h00.

"O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, realiza a sua primeira visita oficial ao concelho de Viseu na próxima quinta-feira, 25 de Agosto.

Na agenda da deslocação do Chefe de Estado está a inauguração da ETAR Viseu Sul, pelas 18 horas, e uma visita à Feira de São Mateus, com início às 19H30 e entrada pela Porta de Viriato.

A ETAR Viseu Sul constitui à sua dimensão a mais evoluída estação de tratamento de águas residuais do país e é, simultaneamente, o maior investimento ambiental de sempre do concelho de Viseu. A sua construção foi co-financiada por fundos estruturais, representando um investimento superior a 31 milhões de euros. Servirá 70% das necessidades do concelho e tem uma capacidade máxima de resposta a uma população de 90 mil pessoas."

Mais informações em: