Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2013

Vídeo da tarde cultural das Festas de Vila Chã de Sá 2013

Aqui fica o vídeo do resumo da tarde cultural das Festas de Vila Chã de Sá organizada pelo CANTORIAS em colaboração com a Comissão de Festas 2013. O nosso agradecimento à Vila TV pela disponibilização do vídeo!

Tarde Cultural das Festas de Vila Chã de Sá 2013

Imagem
O CANTORIAS , em parceria com a Comissão de Festas de Vila Chã de Sá 2013, organizou mais uma vez um Encontro de Música Tradicional e Popular no âmbito das festividades locais, numa tarde cultural que contou com a participação da MC Tuna de Moure de Carvalhal , do Rancho Folclórico Juvenil do Grupo Desportivo de Faíl , do Rancho Folclórico VERDE GAIO do Centro Cultural Português de Santos – Brasil e que finalizou com a atuação do grupo da casa. Em mais um “Encontro Internacional”, em que anos atrás também participou um grupo folclórico da República Checa, a grande atração foram os elementos do Rancho Folclórico Verde Gaio, do Centro Cultural Português de Santos (Brasil) , que se encontram em digressão pelo nosso país. Foi uma atuação com muita alegria, dinamismo e cor, num passeio cultural que atravessa o Atlântico, percorrendo as tradições de diferentes regiões do Brasil e de Portugal. Parabéns ao CANTORIAS e a Comissão de Festas 2013 , que com o apoio e colaboração da Junta

Cartaz da Feira de São Mateus 2013

Imagem
Chegado Agosto, Viseu tem um pulsar renovado e diferente. A cidade levanta os olhos das suas azáfamas diárias e converge a atenção para o terreiro que, em tempo registado, foi S. Jorge da Cava, Campo de Viriato, Rossio da Ribeira e hoje é dito por toda a gente como Campo da Feira. O lugar de todos e de sempre, um espaço recomposto, transformado, a cada ano, numa nova e emblemática cidade erguida à beira do rio da nossa terra, onde corre grosso caudal de memórias. É neste espaço centenário que a Feira renasce a cada ano. São 620 anos. Um tempo longo de histórias de homens e de homens com história. Uma dádiva de réis a uma cidade nobilíssima que foi crescendo e se foi modernizando sem deixar de ser antiga e sem perder a sua identidade. Se perscrutarmos a história está lá tudo o que a feira é hoje: a paz e a concórdia, o convívio, o comércio, o encontro com gentes de diferentes culturas e gerações, as histórias, a música e o espetáculo, as danças e os cantares. Uma identidade e